Ocupação de hotéis em SP é a pior em 10 anos

Publicado em 01/03/2016
Imagem do Artigo Ocupação  de hotéis em SP é a pior em 10 anos

A taxa de ocupação em 2015 da rede hoteleira na Capital Paulista foi a menor dos últimos dez anos, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) do Estado de São Paulo.

No ano passado, a taxa fechou com 59%, uma queda de 6% em relação a 2014, que encerrou o ano com 65% de ocupação nos hotéis.

O motivo da queda, segundo o presidente da ABIH, Bruno Omori, foi a retração econômica. “Desde 2006, a taxa crescia ano a ano cerca de 1 ou 2% ou ficava instável. Por causa da crise, houve essa queda significativa”, disse.

Apesar da baixa, Omori minimizou o problema quando comparou o declínio das outras cidades. “Belo Horizonte (MG) caiu mais de 30%, Recife mais de 20% e São Bernardo quase 40%”, lembrou.

“Estamos em São Paulo, a cidade dos eventos e negócios. A queda aqui não foi tão forte. Por exemplo, a empresa que faria cinco eventos no Brasil, diminuiu para três, mas todos em São Paulo. O número de eventos e treinamentos se mantiveram, o que mudou foi o número de participantes”, afirmou.

Dólar alto favoreceu turismo de lazer

Apesar de 2015 ter afetado o turismo de negócios, o mercado externo de lazer no Brasil ficou aquecido, segundo o presidente da ABIH. O motivo: alta do dólar. “Com o dólar valorizado, o Brasil é uma ótima opção. O estrangeiro que vem a São Paulo com apenas 25 dólares, janta em um rodízio de alto padrão, que custa em média de R$ 100 por pessoa”, explicou.

Além dos americanos que visitaram bastante o Brasil, Omori lembrou que houve uma procura muito alta de argentinos e chilenos. “Com o dólar baixo, ele pagavam o dobro. Agora ficou tudo mais barato para eles”, comentou.

Fonte da Notícia: AQUI


Confira AQUI a notícia no FolhaMetroprolitana.

Site IDT-CEMA - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvimento - MW Way