Confira aqui Debate sobre o Mercado de Hospedagem no Brasil

Publicado em 02/09/2015
Imagem do Artigo Confira aqui Debate sobre o Mercado de Hospedagem no Brasil

EXALTANDO PECULIARIDADES DE HÓSPEDES, REVINATE REALIZA PAINEL DE DEBATE EM SÃO PAULO

"Acreditamos que conhecer o hóspede é a chave para criar relacionamentos preciosos e duradouros". Com esse lema e enaltecendo empresas que identificam as minúcias de seus clientes, a Revinate - companhia que atua na coleta e utilização de dados para criar estratégias de marketing - realizou hoje (26) um painel que debateu a alguns temas concernetes ao mercado de hospedagem no Brasil. Bruno Omori, presidenmte da ABIH-SP (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de São Paulo), Fabiana de Carvalho Zichia, gerente de Integridade de Produtos e Branding da Atlantica Hotels, e Scott Johnson, diretor executivo Comercial para a América Latina, Ásia e Região Oeste dos Estados Unidos da Revinete, foram os participantes do acontecimento.

Responsável por abrir as atividades, Johnson explicou como é a prestação de serviços da companhia e destacou a necessidade de, além de conhecer, interagir com o hóspede que, por vezes, representa apenas mais um número dentro dos empreendimentos. Ele ainda avaliou trunfo que os dados disponíveis na internet podem ser para identificar o comportamento da clientela de determinados meios de hospedagem. 

Nesse cenário, o executivo apresentou as múltiplas possibilidades que as plataformas da empresa que representa podem oferecer ao empresário hoteleiro. Entre os possíveis serviços mostrados pelo norte-americano estão análises estatísticas de comentários via internet, detalhamento semântico das palavras mais utilizadas - especificando positivas e negativas - para avaliações online, geração de pesquisas para viajantes, métodos de busca e empresas mais utilizadas em pesquisas, criação de estratégias de marketing para oferecer produtos adequados a cada perfil. 

Com contratos no Brasil há cerca de dois anos e meio, a Revinate trabalha em parceria com aproximadamente 150 hotéis pelo País e tem como clientes três grandes rede hoteleiras nacionais.

Indústria hoteleira no Brasil
O panorama do segmento foi o primeiro tema no debate. Já com esse mote, Fabiana de Carvalho Zichia frisou a situação econômica da nação como um complicador para toda a estrutura turística e não apenas de hospedagem. Para ela, o momento pouco profícuo prejudica todo o mercado, embora seja balanceado pela tradicional hospitalidade brasileira e pelo grande potencial de mercado existente.

Bruno Omori argumentou que apesar dos problemas econômicos, enxerga crescimento de resultados em hotéis. Principalmente levando em consideração a alta do dólar, que faz com que as viagens domésticas cresçam. Apontando outra dificuldade, o presidente menciona a dificuldade de encontrar boa mão de obra para o segmento.

Com tal pano de fundo, o debate ponderou que aspectos como transparência e flexibilidade podem tornar-se diferenciais para, mesmo em tempos de crise, mante bons resultados e aumentar a atratividade do mercado.

Ota's
Presente em qualquer debate do nicho, as ota's foram apontadas como instrumentos complementares, como peça que integra a engrenagem do atual segmento de hospedagem. 

"Os hotéis abriram as portas para que as ota's surgissem. Elas fazem parte deste negócio e são uma força de vendas que acrescenta bastante ao setor além de fazer com que a hotelaria permaneça sendo sustentável. É um trabalho conjunto e unindo essas forças podemos fazer dess mercado melhor", opina Fabiana.

Para o diretor da Revinate o quão importante foi o surgimento dos comentários de satisfação ou não, trazidos pelos portais de ota's.

Futuro
Nas considerações sobre o futuro do nicho, um aspecto levantado foi a reputação que pode ser encarada como a garantia de longos anos para qualquer empreendimento. 

Fonte da Notícia: AQUI

Site IDT-CEMA - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvimento - MW Way